11 4116.3571

San Francisco proibirá o uso de tecnologia de reconhecimento facial por parte da polícia e outras agências públicas. É a primeira cidade dos Estados Unidos a adotar uma medida deste tipo. Oito dos nove membros do conselho municipal da cidade californiana se pronunciaram na terça-feira (14) a favor da nova legislação, que será votada formalmente na próxima semana.

Resultado de imagem para RECONHECIMENTO FACIAL

“A propensão da tecnologia de reconhecimento facial a colocar em perigo os direitos e as liberdades civis supera substancialmente seus benefícios”, afirma o texto.

Injustiça racial é um dos motivos apontados

O reconhecimento facial poderia, além disso, “exacerbar a injustiça racial e ameaçar nossa capacidade de viver sem a contínua vigilância do governo”. A proibição é parte de uma legislação mais ampla para regulamentar os sistemas de vigilância e obrigar as agências municipais que desejam utilizá-los a obter previamente a autorização do conselho municipal.

“Será ilegal para qualquer departamento obter, conservar, acessar ou utilizar qualquer tecnologia de reconhecimento facial ou qualquer informação obtida com tecnologia de reconhecimento facial”, afirma um dos parágrafos do documento.

A proibição não afetará os aeroportos da cidade ou instalações sob regulamentação do governo federal dos Estados Unidos. A organização Stop Crime SF afirmou que o reconhecimento facial “pode ajudar a localizar crianças perdidas, pessoas com demência e a lutar contra o tráfico sexual”. A União Americana da Liberdades Civis (ACLU) destacou que o reconhecimento facial pode, pelo contrário, “ser usado de maneira passiva, sem exigir o conhecimento, consentimento ou participação do indivíduo”.

Na China, as autoridades utilizam, entre outras medidas, o reconhecimento facial para identificar a minoria muçulmana uigur, de acordo com o jornal “New York Times”.

Prós

  • Segurança
  • Combate a fraudes
  • Automação

Contras

  • Fim da privacidade em escala global
  • Abuso de poder
  • Empresas espiãs
  • Uma linha tênue entre segurança e desastre
Você vai mesmo trocar o certo pelo duvidoso?

 

“Implantar o sistema de reconhecimento facial, ainda é muito falho e fragiliza alguns aspectos de segurança nos empreendimentos. Onde uma das maiores cidades americanas, restringiu o uso desse sistema, por conta de erros que o sistema ainda oferece, podendo prejudicar pessoas inocentes. No ambiente de condomínios, esse sistema ainda precisa evoluir muito, pois há relatos no mercado de falhas severas na utilização desse tipo solução. Sendo, mais confiável a utilização de métodos já homologados e em uso atualmente, como: cartões RFID, impressão digital por contato ou venal (biometria), controle remoto, TAG, senha, QRCode e principalmente, bom senso, aliada a capacitação continua de colaboradores/operadores e conscientização da população condominial”.

Alexsandro Leles

Comercial, CONECTCON