11 4116.3571
Infelizmente, é raro um síndico que não passa pela situação de ter ao menos um morador inadimplente.

 

A falta de pagamento das cotas condominiais se torna um grande problema para todos:

  • O empreendimento fica com déficit de verba;
  • Os demais moradores têm de pagar a mais;
  • O síndico precisa gerenciar essa crise e talvez entrar com uma cobrança judicial.

O condomínio precisa arcar com diversas despesas para funcionar corretamente: energia, água, vigilância, funcionários, manutenção etc. Para isso, os condôminos devem pagar as taxas previstas mensalmente, auxiliando na administração. Nesse cenário, a inadimplência em condomínios é um grande problema.

 

O que fazer para reduzir a inadimplência em condomínio?

 

 A primeira dica sobre como o síndico pode tentar evitar a inadimplência em condomínio é manter uma boa organização das finanças. Sempre observe com cuidado e atenção toda e qualquer arrecadação de taxas.

Se a convenção do condomínio não traz regras claras sobre como proceder em caso de inadimplência, a saída é convocar uma reunião de assembleia. Decidam juntos questões como:

  • A partir de quantas mensalidades atrasadas será feita uma notificação?
  • E uma cobrança judicial?
  • Qual o valor do juro cobrado pelo atraso?

Acima de tudo, é importante que o condomínio tenha um fundo de reserva. 

 

 Como lidar com a inadimplência? 

 

 Para lidar com a inadimplência em condomínios, é fundamental ter um controle de pagamentos e, para isso, contar com um software de gestão, como a ConectCon, é uma ótima alternativa.

Através do sistema você realizada os pagamentos, verifica os atrasos e realizar outras funções importantes para uma boa administração, garantindo a identificação de todas as pendências, tudo isso muito mais na palma da sua mão.

Agora que você já sabe como lidar com o problema de inadimplência em condomínios e como a tecnologia pode ajudar nessa tarefa, agende já uma demonstração e conheça o nosso software de administração de condomínios!

 

 

E em seu condomínio, você tem acesso ao financeiro da sua unidade?